Cursos

Simples Nacional mudanças para 2.018

Objetivo: Capacitar os participantes uma visão atual do cenário de Escrituração Fiscal Digital – Contribuições no país, explicar como as empresas devem atender as novas regras, detalhar as ações que os profissionais devem ter em seus sistemas para a entrega destes dados para não incorrer em penalidades.

A quem se destina: profissionais que atuam na área de controladoria/contábil, fiscal, tecnologia da informação e demais profissionais contábeis que necessitam das informações para facilitar a adoção e aplicação dos procedimentos e rotinas necessárias para geração dos arquivos digitais.

Data09/11/2107

Carga Horária: 08 h/a

Horário: 09h00 às 17h30

Instrutor: Lucio Tomaz-Graduado em Ciências Contábeis com 26 anos de experiência em organização contábil, especialista em metodologia de ensino, pós-graduado em Planejamento tributário, Professor acadêmico, Consultor, Palestrante, Articulador e estudioso tributário. Amplo conhecimento em abertura de empresas, registro de notas fiscais, mapas de calculos, substituição tributária, nota fiscal eletrônica e apuração impostos diretos e indiretos, bem como retenções. Atuação em conciliações bancárias e contabilização em geral, análise financeira e ciclos financeiros, análise das demonstrações contábeis, planejamento tributário e escrituração de livros em geral, bem como contabilização.              

Local: R.Mateus Leme, 2004- Bairro Centro Civico-Curitiba/Pr             

Programa:

  • Aspectos constitucionais.
  • Definição de ME e EPP
  • Lei Geral ME e EPP – Lei Complementar 123/2006.
  • Vedações ao integrar no Simples Nacional
  • Exercícios de atividades Intelectuais
  • Lei complementar 147/2014.
  • Lei complementar 155/2016.
  • Intimação Eletrônica – Domicílio Tributário Eletrônico (DTE)
  • Enquadramento – Início de Atividade
  • Limites Proporcionais – Início de Atividade
  • Exceder o Limite de Faturamento
  • Exclusão do Regime
  • Sublimite e tributação da Receita que Ultrapassar o Limite
  • Receita Bruta – O que compõem e não compõem Resolução CFC 1.418/2012.
  • Remuneração dos sócios.
  • Critérios para distribuição dos lucros.
  • Parcelamento dos débitos das empresas do Simples Nacional.
  • Baixa de empresa/pedido de compensação e restituição
  • Regras para restituição e compensação dos valores pagos indevidamente ou a maior no âmbito do Simples Nacional;
  • Alíquota e Base de Cálculo;
  • Anexos de enquadramento I, II, III, IV, V e VI;
  • Cálculo do Simples – Segregação da Receita;
  • Penalidades relacionadas ao PGDAS’D;
  • Permanência Automática;
  • Obrigações Acessórias;
  • Créditos do ICMS;
  • Devolução de Mercadoria a Não Optante;
  • Alterações para 2018: Novo Teto, Alterações das Tabelas, Atividades Autorizadas a Ingressar no Simples Nacional, Atividades incluídas no anexo III, Fator r expectativa de pagar menos pode não acontecer, Atividades podem perder o “benefício” de aplicar alíquotas mais favoráveis, Investidor Anjo, Novas tabelas para o Simples Nacional e Alíquota Efetiva;
  • Salão Parceiro – lei nº 13.352, de 27 de outubro de 2016;
  • MEI – Microempreendedor Individual;
  • Exemplos Práticos

O curso será realizado com vários modelos e exemplos práticos.

Material de Apoio
Apostila, bloco de anotações, Caneta, Pasta e Certificado de participação

O material eletrônico utilizado no treinamento é entregue ao final, devendo o participante trazer um pen drive para a cópia do mesmo.

Coffee-Break:
Manhã – 10h30
Tarde –   15h30

Investimento: R$ 410,00-Para inscrições feitas até 16/11/2017 o valor fica em R$ 390,00

Obs: Em razão de quórum mínimo necessário para a realização dos  Cursos programados, a CONSULT se reserva no direito de prorrogar ou cancelar o evento, sendo informado com antecedência   aos  participantes.

Ficha de Inscrição